31 de março de 2011

E se tivesse sido diferente?

"Mas adianta fazer planos? Seja qual for o caminho que optarmos seguir, haverá altos e baixos. E isso é tudo. Se fizermos uma auditoria em nossas vidas, em algum momento questionaremos: “e se eu tivesse feito diferente?”. O diferente teria sido melhor e teria sido pior. Então o jeito é curtir nossas escolhas e abandoná-las quando for preciso, mexer e remexer na nossa trajectória, alegrar-se e sofrer, acreditar e descrer, que lá adiante tudo se justificará, tudo dará certo. Algumas vidas até podem ser tristes, outras são desperdiçadas, mas, num sentido mais absoluto, não existe vida errada."

Martha Medeiros

2 comentários:

Cunha disse...

Às vezes penso que se tivesse optado por um caminho diferente talvez a minha vida fosse melhor, talvez fosse mais feliz. Mas, é sempre o se...impossível de saber...
É tentar viver o melhor possível com aquilo que escolhi e nunca, nunca, deixar de acreditar que há sonhos que são para realizar.

Miss Butterfly disse...

Nem sei o que dizer... ninguém é totalmente feliz. Haverão sempre os "ses"... mas o meu receio é que quando tiver 80 anos, olhe para trás e o discurso seja o mesmo de hoje, entendes? Por mim, vou fazer o possível para que não seja :)mas a minha vida já vai a meio e as oportunidades/idade passam... :(